terça-feira, 11 de julho de 2017

Singularidade da Violência: A sociedade Brasileira vai Implodir?

Como colocar ordem no caos?



Em 1982,  nos Estados Unidos na Universidade de Stanford (EUA), foi realizado um experimento de psicologia social que consistia  em deixar  dois carros idênticos, da mesma marca, modelo e cor, abandonados na rua, cada um em um bairro. Um no Bronx, área pobre e perigosa de Nova York e o outro em Palo Alto, uma área rica e tranquila da Califórnia. Assim  foi possível estudar a conduta de dois grupos de população totalmente diferentes em relação aos carros abandonados.
O carro abandonado no Bronx começou a ser vandalizado em poucas horas. As rodas foram roubadas, depois o motor, os espelhos, o rádio, etc. Levaram tudo o que fosse aproveitável e aquilo que não puderam levar, destruíram. Contrariamente, o carro abandonado em Palo Alto manteve-se intacto.
Quando o carro abandonado no Bronx já estava desfeito e o de Palo Alto estava há uma semana impecável, os pesquisadores tiveram a idéia de quebrar um vidro do automóvel de Palo Alto. Logo a seguir foi desencadeado o mesmo processo ocorrido no Bronx. Roubo, violência e vandalismo reduziram o veículo à mesma situação daquele deixado no bairro pobre. Por que o vidro quebrado na viatura abandonada num bairro supostamente seguro foi capaz de desencadear todo um processo delituoso? Evidentemente, não foi devido à pobreza. Trata-se de algo que tem a ver com a psicologia humana e com as relações sociais.

 Um vidro quebrado numa viatura abandonada transmite uma ideia de deterioração, de desinteresse, de despreocupação. Faz quebrar os códigos de convivência, faz supor que a lei encontra-se ausente, que naquele lugar não existem normas ou regras. Um vidro quebrado induz ao "vale-tudo". Cada novo ataque depredador reafirma e multiplica essa ideia, até que a escalada de atos cada vez piores torna-se incontrolável, desembocando numa violência irracional, assim nasceu a teoria das janelas quebradas  ou "broken windows theory" mostrando  que a relação de causalidade entre a criminalidade e outros fatores sociais, tais como a pobreza ou a "segregação racial" é menos importante do que a relação entre a desordem e a criminalidade. Não seriam somente fatores ambientais  ou pessoais que teriam influência na formação da personalidade criminosa, contrariando os estudos da criminologia clássica.

 Em 1994, Rudolph Giuliani, prefeito de Nova York, baseado na Teoria das Janelas Quebradas e na experiência do metrô, deu impulso a uma política mais abrangente de "tolerância zero". A estratégia consistiu em criar comunidades limpas e ordenadas, não permitindo transgressões à lei e às normas de civilidade e convivência urbana. O resultado na prática foi uma enorme redução de todos os índices criminais da cidade de Nova York. Não se trata, é preciso frisar, de tolerância zero em relação à pessoa que comete o delito, mas tolerância zero em relação ao próprio delito. Trata-se de criar comunidades limpas, ordenadas, respeitosas da lei e dos códigos básicos da convivência social humana.


Brasil e as "janelas quebradas"

 
Mas afinal de contas essa teoria poderia explicar o que acontece com o quadro do Brasil atual, e mesmo se aplicada ter algum efeito contra a  corrupção, impunidade, amoralidade, criminalidade, vandalismo, entre várias outras coisas que acontece aqui?






Nosso código Penal é de 1941, muito dos seus crimes descritos foram revogados por não estarem mais de acordo com novos tempos, por outro lados temos facções criminosas espalhadas por todo país, sendo que em última pesquisa foram levantadas 83. E também temos a morte de centenas de policiais por ano uma taxa de 60.000 homicídios por ano em todo país, assim como roubos, furtos e estupros resultando em milhares de delitos, pequenos e graves. Assim como vemos musicas e outros eventos fazendo apologia a ações criminosas.  Milhares de jovens engravidando entre 10 e 16 anos, e centenas de crianças que nascem sem perspectiva de emprego ou mesmo uma família que reconheça alguma conduta moral, o resultado disso é outro fenômeno: a etiquetagem.



Uma vez que determinada atitude se torna um padrão logo ela é copiada. Assim se um jovem observa todos os outros respeitados em seu bairro, com armas, bens materiais, e sem qualquer nível de punição relevante, obviamente ele vê que valerá a pena, pois no crime ele terá um seguimento onde poderá atingir posições de destaque e chefia, com cada vez mais poder. No Espírito Santos em um episódio recente, a greve da polícia militar, vimos uma verdadeira onda de crime, deixando as ruas em situação de colapso social, semelhante a uma guerra civi, além de dezenas de pessoas,  cidadãos comuns, se deixarem levar pelo caos e saquear lojas.

Faccções conhecidas existentes em todo Brasil:

1) PCC – Primeiro Comando da Capital (SP)
2) CV – Comando Vermelho (RJ)
3)FDN - Família do Norte (AM)
4) TCC – Terceiro Comando da Capital (SP, RJ)
5) CRBC – Comando Revolucionário Brasileiro da Criminalidade (SP)
6) CDL – Comando Democrático da Liberdade (SP)
7) Seita Satânica (SP)
8) PCMS – Primeiro Comando do Mato Grosso do Sul (MS, ligada ao PCC),
9) Manos (MS, RS)
10) TC – Terceiro Comando (RJ, BA)
11) ADA – Amigos dos Amigos (RJ, CE, ES)
12) IDI – Inimigos dos inimigos (RJ)
13) Amigos de Israel (RJ)
14) Bonde dos 40 (AM, PI)
15) Primeiro Comando do Norte (AM, RR, CE
16) 300 Espartanos (AM,
17) Primeiro Comando da Mariola (RR)
18) Equipe Rex (PA)
19) Bonde dos 30 (PA)
20) Comando Classe A (PA)
21) GDA - Gangue da Ponte (AP)
22) Primeiro Comando do Maranhão (MA)
23) Bondinho da Ilha (MA)
24) Primeiro Grupo do Estreito (MA)
25) B40 – Bando dos 40 (MA)
26) ADM – Anjos da Morte (MA)
27) COM – Comando Organizado do Maranhão (MA)
28) Bonde dos 300 (MA)
29) PCM - Primeiro Comando de Campo Maior (PI)
30) PCE – Primeiro Comando de Esperantina (PI)
31) Facção Criminosa de Teresina (PI)
32) Guardiões do Estado (CE)
33) PCN - Primeiro Comando de Natal (RN)
34) SDC - Sindicato do Crime (RN, PB)
35) Al-Qaeda (PB)
36) Estados Unidos (PB)
37) Comando Norte/Nordeste (PE)
38) Firma (AL)
39) PCM - Primeiro Comando Metropolitano (SE)
40) Comando da Paz (SE, BA)
41) Bonde do Maluco (BA)
42) DPM (BA)
43) MPA (BA)
44) Bonde do Ajeita (BA)
45) Katiara (BA)
46) Comando da Perna (BA)
47) Caveira (BA)
48) Comando Mineiro de Organizações Criminosas (MG)
49) PJL - Paz, Justiça e Liberdade (MG)
50) Primeiro Comando Mineiro (MG)
51) Primeiro Comando das Minas Gerais (MG)
52) Milícias (RJ)
53) Povo de Israel (RJ)
54) Primeiro Comando de Vitória (ES)
55) CJVC – Comando Jovem Vermelho da Criminalidade (SP)
57) Gaviões da Fiel (SP)
58) Cerol Fino (SP)
59) Comissão Democrática da Liberdade (SP)
60) PGC – Primeiro Grupo Catarinense (SC)
61) PCRV – Primeiro Crime Revolucionário Catarinense (SC)
62) CL – Comando Leal (SC)
63) Serpente Negra (SC)
64) PL- País Livre (SC)
65) PGO – Primeiro Grupo de Oposição (SC)
66) FRC (Força Revolucionária Catarinense)
67) Bala na Cara (RS)
68) Os Tauras (RS)
69) V7 (RS)
70) Os Abertos (RS)
71) Unidos Pela Paz (RS)
72) CPC – Comando Pelo Certo (RS)
73) Amigos Leais (RS)
74) Primeiro Comando do Paraná (PR)
75) Primeiro Comando da Liberdade (MS)
76) Grupo G (MS)
77) PLD - Paz, Liberdade e Direito
78) Bad Boys (MT)
79) Baixada Cuiabana (MT)
80) Comando Verde (MT)
81) Amigos Leais (RO)
82) Crime Popular (RO)
83) Bonde dos 13 (AC)
Conclusão
 
Sem dúvida tal teoria, deveria ser levada em conta pelos nossos legisladores, não só em relação a criminosos comuns, mas também os de colarinho branco. A política de tolerância zero visa massificar o foco de combate a deterioração social em um só sentido, desmotivando a corrupção das próximas gerações.  Esse nível de conscientização deve iniciar dentro de cada um de nós, não banalizando nosso direito de lutar, de escolher uma política melhor e uma legislação mais adequada, bem como a punição de quem quebre o contrato social. Se gostaram da um curtir, e não esqueçam de compartilhar

                                                                                          Marcos Ribeiro






                   Situação caótica: Ladrão foi roubar e acabou sendo assaltado duas vezes





Links Relacionados:

http://tvbrasil.ebc.com.br/reporterbrasil/bloco/brasil-tem-quase-60-mil-homicidios-por-ano-uma-das-maiores-taxas-do-mundo

https://www.brasil247.com/pt/247/revista_oasis/116409/Janelas-Quebradas-Uma-teoria-do-crime-que-merece-reflex%C3%A3o.htm


Obras Recomendadas:

Livro: Fixing Broken Windows: Restoring Order and Reducing Crime in Our Communities de George L. Kelling e Catherine Coles

Livro:  Antifrágil: Coisas que se Beneficiam com o Caos, Nassim Nicholas Taleb


Visite:



Twiter: https://twitter.com/MarsSurviver





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...